Ads

Últimas Notícias

Crítica: Mídia brasileira não soube aproveitar a visita do Daddy Yankee ao Brasil



Foi um momento histórico ver o rei do Reggaeton pela primeira vez no Brasil cantando ao vivo e aparecendo em dois programas de televisão de grande audiência em horário nobre, além de ter seu nome estampado nos principais jornais e revistas do Brasil, enlouquecendo milhares de fãs pelo Brasil, mas nem tudo são flores... Desde dezembro quando Daddy Yankee e Claudia Leitte estrearam sua nova canção Corazón no palco do The Voice Brasil e em seguida gravaram o programa do Caldeirão do Huck, muitos fãs do Daddy Yankee esperavam pelo momento em que o programa já gravado do Caldeirão fosse ao ar para revê-lo na televisão brasileira.

Angustiados pelo tratamento que a mídia brasileira teve com a vinda do astro da música latina, muitos fãs de Daddy Yankee já vinham criticando a mídia e principalmente a Globo por não saberem aproveitar a visita de um dos maiores nomes da música Latina, Daddy Yankee. Foram poucas revistas que falaram sobre quem é DADDY YANKEE, só citaram seu nome (já é alguma coisa), mas pareciam não dominar o assunto! A única grande revista que parece que fez o dever de casa direitinho foi a +Época São Paulo Revista que fez uma entrevista exclusiva com o Daddy Yankee logo quando o astro chegou de Porto Rico no seu jatinho particular.

Apesar de todas as rádios estarem tocando a canção e antes mesmo do lançamento a canção já estar entre as mais baixadas no iTunes no Brasil, a mídia televisiva pareceu apática quando mencionava Daddy Yankee. Não é atoa que o Daddy Yankee revelou em entrevista que o mercado brasileiro é um dos mais difíceis. Ele mencionou que o país tem uma resistência forte pelo espanhol. Seria uma verdade? Se eles tratam um astro latino assim, é até de dar dó de quem está começando agora e tentando ganhar espaço na mídia brasileira.

O que nos restou foi apenas acompanhar a breve visita dele ao Brasil e esperar Janeiro para assistir a  participação dele no Caldeirão do Huck e ao seu lançamento do Clip Corazón junto a Claudia Leitte.


Parece que muitos jornalistas não fizeram a tarefa de casa e se passaram em um dos momentos mais esperados por muitos amantes da música Latina como um todo. O descaso foi tão grande que na região Nordeste e demais regiões onde não se aplica o horário de verão, a participação do Daddy Yankee na canção Corazón no programa Caldeirão do Huck, foi cortada pelos editores da globo para "caber na grade", sem qualquer receio. Afinal quem é Daddy Yankee, não é mesmo? A única referência que pareciam ainda lembrar foi a canção GASOLINA, que foi sucesso mundial e record de vendas em todo o mundo, sendo em 2005 a música mais baixada e executada da internet e foi indicada para vários prêmios. Claudia Leitte, parecia ser a única a conhecer o trabalho e a história do Daddy Yankee que não só é respeitado no gênero urbano mas por todo o mundo. Além das suas premiações musicais, Daddy Yankee foi reconhecido em 2006 como um das 100 personalidades hispânicas mais influentes do mundo pela revista People, e as 100 pessoas mais influentes do mundo no mesmo ano, pela revista Time. Um ano depois de ganhar como melhor artista urbano da América Latina, pela MTV, Daddy Yankee é reconhecido em 2008 como o Latino do Ano pela Universidade de Harvard, no ano seguinte ficou como um dos artistas mais influentes da América Latina e do Mundo pela CNN, e não parou por ai, no mesmo ano ele foi homenageado pela revista Billboard com o prêmio de "Espíritu de la Esperanza" (Espirito da Esperança) e pela revista People como melhor artista urbano, além de ganhar 3 vezes a Antorcha de Oro y Plata y la Gaviota de Oro y Plata no Festival Internacional de la Canción de Viña del Mar, um dos festivais latinos mais importantes do mundo.

Um curriculum bom não é mesmo? Sim! Quase nenhum brasileiro se quer tem um terço da metade das conquistas feitas por Ramón Ayala, vulgo, Daddy Yankee, que é um artista que gerou muitos empregos em toda América Latina e incetiva muitos a saírem da criminalidade à buscarem na música seus sonhos. Daddy Yankee não só revolucionou a música latina é também um exemplo de pessoa, nasceu na favela de Porto Rico e vendia suas próprias fitas cassetes e superou toda a dificuldade através da música e é esse exemplo de superação que ele tenta passar em tudo que faz com sua humildade e sorriso largo.

O astro respeitado por todo o mundo, virou uma simples participação da canção que ele mesmo escreveu, como se fosse um artista esquecido da mídia, coadjuvante desconhecido sem qualquer importância. Mas é claro que nem precisaria está ligado no mundo da música pra saber que não seria qualquer pessoa que a ROC NATION mandaria para fazer uma participação internacional e ainda por cima lançar a canção ao vivo em um programa de tamanha audiência como o The Voice. A brutalidade e a ignorância por parte da mídia brasileira foi tamanha que muitas vezes Daddy Yankee foi tratado como "Mexicano" (por falar em espanhol) ou "Rapper Norte-Americano" (por residir em Miami), inclusive muitos conversaram com ele em inglês, sem nem saber qual era o seu idioma natural , e se quer conhecia um outro trabalho dele além de Gasolina. A verdade é que a grande mídia brasileira parece não saber quem é Daddy Yankee e não soube aproveitar a sua visita ao Brasil. Isso seria reflexo de uma sociedade preconceituosa que não se reconhece como América Latina? Seria uma vergonha não saber o que se passa nos países hermanos? A resposta é SIM! É UMA VERGONHA! Brasil pode até ser atrasado, mas não vamos exagerar!

Tudo bem que o objetivo era alavancar a carreira internacional da Claudia Leitte, mas deveriam sim ter dado um espaço para apresentar ao público quem era o Daddy Yankee, e por que a ROC NATION o escolheu para ser sua primeira e grande aposta para abrilhantar a carreira internacional de Claudia Leitte. Mas se quer foi dado um espaço para o rei do reggaeton (o mestre dos paranauê)  mostrar um pouco do seu trabalho.

Vários fãs seguiram criticando a Globo nas redes sociais pela falta de consideração pelo artista e pelo que ele representa. Veja algumas das críticas feitas por fãs nas redes sociais.




O mais engraçado é que além de ser o nome mais forte do Reggaeton, as canções de Daddy Yankee são as mais executadas em todas as academias de Zumba do Brasil e do mundo, já que a Zumba é programa aeróbico para perca de peso que tem como base o dancehall,  reggaeton, mambo e outros estilos latinos. Será que eles sabem ao menos que a sua nova canção Vaivén, está no topo da Billboard? Ou que Daddy Yankee já fez até filme e um deles ele mesmo foi o protagonista e esse mesmo filme foi aplaudido de pé e elogiado por vários artistas por mostrar a realidade de Porto Rico nua e crua.

Não teve entrevista no Fantástico, nem participação no Faustão, a mídia apenas falava das pernas da Claudinha (que é um verdadeiro sucesso, não dá pra negar) e da sua carreira internacional e não se deram ao trabalho de perceberem que mostrando quem era Daddy Yankee de verdade estavam valorizando ainda mais a Claudia. Apresentando Daddy Yankee aos brasileiros, era mostrar que apesar da grande mídia, muitas vezes injusta (a maioria das vezes), criticarem Claudinha e a comparar-la com outros artistas, ela não estava fazendo parceria com qualquer cantor, e que nem todos tiveram a mesma oportunidade que ela teve e mesmo assim o único programa em que o Daddy Yankee teve a oportunidade de falar algo foi no Caldeirão do Huck.

Claudia Leitte, claro, conhece bem o Daddy Yankee, ela mora há algum tempo fora do Brasil e sabe o quão respeitado Daddy Yankee é lá fora. Ela sabe também que é inegável que a breve participação do Porto-Riquenho apesar de ter frustrado muitos fãs, foi um momento raro e extremamente esperado por mais de 10 anos por muitos. E por mais pouco que ele tenha aparecido ou por mais simbólico que seja a participação dele nos programas ou na canção Corazón, foi um momento único e histórico, onde pela primeira vez um dos grandes nomes do Reggaeton aparece ao vivo na mídia brasileira em horário nobre.

Graças a essa parceria, fez com que o nome Daddy Yankee fosse estampado nos principais meios de comunicação do Brasil, mesmo não dizendo quem necessariamente é Daddy Yankee, já é alguma coisa. (Pelo menos Daddy Yankee pegou (umas guapas) uma praia e deixou seu carinho e um pouco do seu talento plantado aqui, com gostinho de quero mais. E que tenha mais! Por favor!

Infelizmente como o Daddy Yankee veio através da equipe The Voice onde ele é jurado na versão hispânica da categoria Kids, não poderia (ou não seria ético) aparecer em outros programas de outras emissoras , pois estava restrito apenas a emissora Globo, que exibe a versão brasileira do The Voice onde Claudia Leitte também é jurada. Talvez isso tenha atrapalhado um pouco.

Daddy Yankee tem muitos fãs espalhados pelo Brasil e é inspiração pra muitos cantores latinos. A grande aposta agora é esperar que ele regresse ao Brasil no Carnaval de Salvador e que dessa vez o rei do reggaeton seja tratado como tal. E que o lançamento do seu clipe com a Claudia Leitte seja um verdadeiro sucesso dentro e fora do Brasil e que com isso possa voltar mais vezes e trabalhar com mais artistas brasileiros e mais canções, dessa vez em reggaeton e por que não fazer uma turnê aqui?