Ads

Últimas Notícias

Doações arrecadadas por Don Omar desaparecem em Porto Rico


Os 5 contêineres com alimentos, água e medicamentos desapareceram no aeroporto de Aguadilla, 128 quilômetros da capital San Juan. Os mantimentos arrecadados pelo cantor William Omar Landrón e pela iniciativa "Heroes Anonimos" iam direcionados a cidades do interior da ilha afetadas pelo furacão Maria no mês passado.  
Don Omar, em entrevista à Televisa Porto Rico, denunciou falhas nos procedimentos do aeroporto Rafael Hernández ao não encontrar os mantimentos que teriam chegado nesta sexta-feira. "É uma irresponsabilidade de quem estiver a cargo do aeroporto", disse o reggaetonero "ontem nos informaram que as cargas não chegaram, mas nós temos evidências de que o avião aterrissou com os mantimentos". 



O cantor de "Danza Kuduro" ainda lamentou a falta de caridade nesse momento difícil que a ilha passa "Se realmente hoje em dia na nossa ilha decidimos roubar uns aos outros, perdemos a humanidade, perdemos aquilo que nos fazia humanos". Afirmou ainda que ele também está sofrendo com essa crise humanitária "Eu não tenho água, não tenho luz. Estou vulnerável como todo mundo, mas acho injusto que depois de pessoas doarem dinheiro e confiarem no sistema e na logística dos aeroportos de Porto Rico, hoje estejam perdendo seus mantimentos". 
A "Ilha do Encanto" passa por uma das suas maiores crises humanitárias de sua história e por muitas dificuldades para receber todas as doações que estão chegando do exterior. Algo que dificultava ainda mais a chegada desses mantimentos é a Lei Jones, de 1920, que vincula Porto Rico aos Estados Unidos. A seção 27 dessa lei estabelece que somente barcos americanos podem chegar aos portos da ilha. Na semana passada essa seção foi suspensa, mas ainda assim a logística porto-riquenha está  recebendo muitas críticas.